Por Ariel Bentes; 12/04/2019 às 17:33

Você é homem o suficiente para sobreviver a um acidente de carro? Conheça a Iniciativa E.V.A.

A ação foi desenvolvida pelo coletivo criativo sueco Forsman & Bodenfors

A Volvo na Suécia está promovendo uma ação sobre a conscientização da direção segura de forma inusitada. Publicada nos grandes jornais do país, a ação consiste em medir suas chances de sobrevivência em um acidente de carro à partir do tamanho da mão dos leitores.

A peça se trata de um contorno de mão direita para que os leitores possam comparar suas mãos com o tamanho da mesma. Se as medidas baterem, suas chances de sair ileso de um acidente de carro são altas, mas se não forem suas chances de sofrer danos mais graves são bem mais altas que os que as empresas sugerem.

(Foto: Reprodução/Volvo)

 

A ação faz parte da campanha The E.V.A. Initiative que visa compartilhar mais de 40 anos de investigação em segurança feita pela equipe da Volvo, para que os automóveis sejam seguros, não só para um padrão de homem, mas também para mulheres. Pois, muitas marcas de automóveis ainda utilizavam nos seus testes de colisão, bonecos que representam apenas o homem, fazendo com que as mulheres corram um risco muito maior de sofrerem com lesões em casos de acidentes.

A empresa possui dados coletados de mais de 40 mil automóveis e de 70 mil passageiros desde os anos 70. Os dados foram coletados pelo seu time de pesquisas de acidentes denominado, Volvo Traffic Accident Research Team. Dessa forma, a empresa propõe a melhora dos níveis de segurança de todos os automóveis. Ao juntar toda esta informação, durante todos estes anos, foi-nos possível identificar quais ferimentos resultam mais frequentemente de acidentes com homens, mulheres e criançasafirma a Dra. Lotta Jakobsson, Senior Technical Specialist no Volvo Cars Safety Centre.

Dentre as novas tecnologias pensadas também para o público feminino e sua segurança estão:

  • Assento diferenciado que reduz o risco de lesão cervical – risco maior para as mulheres por ter diferenças anatómicas e de estrutura muscular;
  • Melhorias na rigidez estrutural dos automóveis, do cinto de segurança e dos airbags laterais para minimizar o impacto em caso de acidente.
  • Primeiro crash test dummy de mulher grávida e modelos computadorizados para estudar melhorias do uso de cinto de segurança em grávidas sem risco para os fetos.

*O Mercadizar não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.