Ariel Bentes; 29/01/2019 às 21:08

Google lança doodle celebrando o Dia Nacional da Visibilidade Trans

De acordo com a ANTRA, em 2017 ocorreram 179 assassinatos de travestis e pessoas trans no Brasil

Hoje, 29, o site de pesquisas Google lançou um doodle sobre o Dia Nacional da Visibilidade de Travestis e Transexuais (ou Dia da Visibilidade Trans), homenageando a ativista transsexual brasileira, Brenda Lee, assassinada em 1996. A data marca uma das primeiras iniciativas públicas contra a transfobia com a campanha “Travesti e Respeito: já está na hora dos dois serem vistos juntos”, lançada em 2004 pelo Ministério da Saúde.

Em alusão a data, movimentos sociais e governos realizam eventos para debater a visibilidade trans e o combate a violência contra esse segmento populacional que, segundo dados da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA) – organização que compõe o Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos de LGBT (CNCD/LGBT) – em 2017 ocorreram 179 assassinatos de travestis e pessoas trans no Brasil. Esse é um dado alarmante, pois demonstra uma situação crescente de violência sofrida por travestis e pessoas trans que precisa ser combatido pela sociedade brasileira e pela ação governamental de todas as esferas.

Pensando nisso, o portal Mercadizar separou algumas campanhas institucionais a respeito da visibilidade trans e seus direitos ou campanhas estreladas por pessoas trans.

1- O Primeiro Dia dos Pais de César – a paternidade de um homem trans e a relação com seu filho.

2- Campanha “Iguais na Diversidade” – Trans

3- #EuUsoAssim: Outubro Rosa estrelando Candy Mel

4- Vai ter menina trans em campanha sim!

5- Who wore it better?

 

*fontes: http://www.mdh.gov.br/sdh/noticias/2018/janeiro/29-de-janeiro-dia-nacional-da-visibilidade-trans
http://agenciabrasil.ebc.com.br/direitos-humanos/noticia/2018-01/dia-da-visibilidade-trans-marca-luta-pelo-acesso-direitos-de

*O Mercadizar não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.