Ariel Bentes; 05/06/2019 às 17:43

Climate Tracker: organização sem fins lucrativos para jovens jornalistas

Atualmente, além do Brasil, a Climate Tracker também está presente na Austrália, Malásia, Peru e em mais 10 países

Hoje, 5 de junho, o único representante no Brasil da Climate Tracker, Ignacio Amigo, palestrou no 3º dia da I Semana de Meio Ambiente e Comunicação, realizada pelo Portal Mercadizar.

Criada em 2015, a Climate Tracker é uma organização sem fins lucrativos que apoia e promove treinamentos presenciais e webinars on-line sobre mudanças climáticas para jovens jornalistas. Desde lá, a organização já treinou mais de 800 jornalistas em todo o mundo, no qual ao todo já publicaram cerca de 6 mil artigos em 114 países e 24 idiomas. Para Ignacio, hoje em dia não dá para falar sobre desenvolvimento e desemprego, por exemplo, sem falar de temas ambientais.

“A gente devia tá falando sobre porque não temos coleta seletiva, porque temos um lixão que já está quase cheio e a gente continua produzindo plástico. Isso é importante em qualquer lugar do mundo, mas estando na Amazônia é muito mais pois o que temos aqui é muito valioso.”, disse Ignacio. 

Durante o evento, Ignacio deu dicas de como produzir textos sobre mudanças climáticas e meio ambiente de forma mais interativa. Entre elas, o representante frisou a necessidade de se ter sempre texto e imagem com uma mensagem mais clara, buscando transformar conceitos complexos em pautas mais simples. Ele ainda apresentou alguns gráficos, animações e vídeos.

Além disso, Ignacio falou da importância de se desenvolver conteúdos a partir da história dos personagens. Segundo ele, é uma prática muito comum no jornalismo e que muitas vezes é deixada de lado em temáticas ambientais.

O representante da Climate também comentou sobre os planos da organização. “Vamos fazer um treinamento agora no Chile e em Buenos Aires. O treinamento do Chile é para a próxima reunião do clima que vai ser lá e, inclusive, vamos levar uma pessoa de Manaus para lá. E aqui no Brasil, estamos planejando fazer mais um treinamento nos próximos meses.”, afirmou. 

*O Mercadizar não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.