Patrícia Patrocínio; 04/10/2021 às 12:00

Agência Bori e Embaixada Britânica realizam webinários sobre cobertura das mudanças climáticas

Voltadas para jornalistas, as atividades integram os preparativos para a COP26

A Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas de 2021 (COP26), o maior evento internacional deste ano e o encontro mais importante na área do meio ambiente desde o Acordo de Paris, se aproxima. O principal objetivo do governo britânico é tirar do papel o que foi acordado há seis anos em Paris.

Para dar visibilidade à COP26 e ampliar o debate público sobre o impacto das mudanças do clima em nossa sociedade, a Embaixada Britânica e a Agência Bori realizarão dois webinários, nos dias 7 e 13 de outubro, voltados a apoiar jornalistas na cobertura da conferência. A participação é gratuita, mediante inscrição prévia.

O único pré-requisito para efetuar a inscrição é ter cadastro na comunidade de jornalistas Agência Bori – que pode ser realizado gratuitamente a partir deste link. O segundo webinar terá tradução simultânea.

Sobre a COP26

O primeiro encontro, a ser realizado em 7 de outubro, discutirá os impactos das mudanças climáticas no Brasil. Liana Anderson, do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN), abordará os impactos socioambientais da degradação florestal, e Marcelo Galdos, da Universidade de Leeds, falará sobre estratégias de mitigação e adaptação da agricultura.

Já o segundo webinário, que ocorrerá no dia 13 de outubro, abordará o papel da ciência nas discussões de clima e conta com a participação do diretor do Hadley Center, Dr. Albert Klein Tank, e da Diretora de Engajamento em Ciência da COP26, Helen Adams.

Além da oportunidade de conversar com os especialistas sobre mudanças climáticas, os participantes dos webinários receberão material de apoio preparado especialmente para o evento.

A COP26 será sediada pelo Reino Unido e acontecerá de 31 de outubro a 12 de novembro deste ano em Glasgow, na Escócia. A conferência será considerada bem-sucedida pelo governo britânico se as negociações dos trechos finais do Acordo de Paris forem concluídas, mas, principalmente, se for iniciada a implementação e as ações no mundo real, tirando o Acordo de Paris do papel. Um dos principais objetivos é o de se firmar compromissos mais ambiciosos para limitar o aquecimento global a 1.5 ºC.

O Reino Unido tem demonstrado que é possível alcançar isso com metas ambiciosas. Nos últimos 30 anos, a economia britânica cresceu 78%, ao passo em que suas emissões foram cortadas em 44%. A meta do governo britânico, a mais ambiciosa entre as grandes economias do mundo, é reduzir suas emissões de carbono em 78% até 2035 e alcançar neutralidade de carbono até 2050. Para isso, o governo eliminará gradualmente a energia a carvão até 2024 e encerrará a venda de novos veículos movidos a gasolina e diesel até 2030.

Fonte: Assessoria

 

*O Mercadizar não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.