Giovana Barbosa; 13/11/2020 às 17:58

#MercadizarIndica: O Gambito da Rainha, a minissérie que deu xeque-mate no sexismo dos jogos de tabuleiro

Das peças aos jogos mentais, a nova minissérie da netflix que mostra quem comanda os tabuleiros é a rainha.

Imagine a tensão que é ver um jogo de futebol nos seus 45 minutos do segundo tempo e o seu time precisa fazer o gol da virada  para vencer o torneio, agora reflita isso a um torneio de xadrez onde existe um relógio a todo momento marcando o tempo da jogada, um tabuleiro com duas pessoas à frente sendo uma mulher e um homem e vários homens ao redor atentos a cada jogada feita por eles, uma tensão a cada momento; O diretor Scoott Frank conseguiu apresentar uma obra cheia de tensão, paixão e entusiasmo, fazendo até aqueles que não conheciam ou gostavam de xadrez, se simpatizarem; Os figurinos, trilha sonora, elenco e todos os mínimos detalhes da trama fazem uma conexão perfeita. 

 

Hoje, o Mercadizar Indica é o Gambito da Rainha, a história da Órfã  Beth Harmon ambientada nos anos 60, durante a guerra fria,  tem como narrativa sua paixão pelo xadrez, dramas familiares e vícios em bebida; Interpretada por Anya Taylor-Joy; A curiosa Beth tem que lidar com os desafios de ser uma mulher e jogadora de xadrez em uma época onde jogos de tabuleiros eram jogados por intelectuais, ricos e homens, suas habilidades a tornam a mestra no jogo vencendo dos jogadores mais velhos, porém sua compulsão por vencer traz problemas à sua vida pessoal, como a falta de relacionamento e aproximação das pessoas. 

O poder que essa minissérie aborda é irresistível, mostrando a inteligência, força e potência da mulher em não se curvar a áreas dominadas por homens, ela consegue nos fazer refletir que mesmo vivendo em tempos mais modernos ainda conseguimos ver muito do que ocorria nos anos 60 na nossa sociedade atual, nossa luta ainda é grande, mas são personagens como a da Beth que impulsionam nossa força à conquistas maiores. 

*O Mercadizar não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.