Por Ariel Bentes; 18/09/2019 às 18:11

Saiba como se proteger nas redes sociais

Selecionamos três formas de como você pode se conectar com os seus amigos e se manter mais seguro

Segundo o We Are Social e o Global Digital Report, em 2018, 66% da população brasileira estava conectada a internet. Além disso, de acordo com o relatório Social Media Trends 2019, pesquisa realizada anualmente pela RockContent, empresa de marketing digital, 91,3% dos usuários acessam as suas redes sociais diariamente.

As redes sociais facilitaram o contato entre pessoas de diferentes lugares do mundo, estreitaram as relações entre empresas e clientes e possibilitou que a informação chegasse em cada canto do país. Mas, com isso, a sociedade precisou se adaptar às novas ferramentas, além de incluir em sua rotina medidas de segurança e prevenção digital para evitar crimes cibernéticos. Abaixo você confere de que formas você pode manter os seus perfis nas redes sociais e aplicativos de mensagem com segurança:

Senhas fortes

De acordo com a Cartilha de Segurança para a Internet do Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (Cert.br), a senha é a forma de autenticação mais usada pelos usuários. Mas quem tiver acesso a ela, consegue visualizar suas mensagens, dados, alterar as informações privadas do seu perfil e fazer publicações de posts com o seu nome, para evitar esta situação é muito importante que você crie senhas fortes para as suas contas.

Ainda segundo a Cartilha, uma senha forte é aquela que possui números aleatórios, grande quantidade e diferentes caracteres. Além disso, você pode usar uma frase desconhecida, longa e que faça sentido para você. Neste caso e na de utilização de palavras, é possível também trocar letras por símbolos como no exemplo abaixo: 

“Sol, astro-rei do Sistema Solar” por “SS0l, asstrr0-rrei d0 SSisstema SS0larr”.

Além disso, troque suas senhas regularmente e não reutilize a mesma senha para todas as redes sociais. Para a Cartilha, “Usar opções como ‘Lembre-se de mim’ e ‘Continuar conectado’ faz com que informações da sua conta de usuário sejam salvas em cookies que podem ser coletados e permitem que outras pessoas se autentiquem como você.”

Autenticação de dois fatores

A autenticação de dois fatores ou de duas etapas, é uma camada a mais de segurança que certifica que mesmo que uma pessoa saiba a sua senha, ela não consegue logar em sua conta ou celular. Esta função está disponível no Facebook, Instagram, WhatsApp e Telegram, mas é preciso que você a habilite. 

Facebook e Instagram:

  1. Acesse as “Configurações” e depois “Segurança e login” no Facebook. No Instagram, “Configurações” e depois “Privacidade e Segurança”.
  2. Role a tela para baixo até Usar autenticação de dois fatores e clique em “Editar”.
  3. Escolha o método de autenticação que deseja adicionar e siga as instruções na tela. Você pode escolher entre receber um código de SMS no celular ou um código de login de um aplicativo de autenticação de terceiros.
  4. Clique em Ativar depois de ter selecionado e ativado um método de autenticação.

WhatsApp:

(Foto: Reprodução)

Android:

  1. Abra o menu do WhatsApp tocando no ícone de três pontos, no canto superior direito da tela.
  2. Em seguida, toque em “Configurações” e depois toque em “Conta”.
  3. Você verá um novo menu. Nele, vá na opção “Verificação em duas etapas”. Por fim, ative a verificação em duas etapa
  4. Na tela seguinte, será necessário escolher um PIN de seis dígitos. Repita-o na próxima tela e, por fim, adicione um e-mail de segurança. 
  5. Utilize um endereço de e-mail vinculado à conta do WhatsApp, caso você tenha esquecido os números que escolheu para o PIN, você poderá utilizar o e-mail escolhido para receber um código, que vai te permitir acessar o app.

IOS:

  1. Abra o WhatsApp em seu iPhone e toque em “Ajustes” na barra inferior. Em seguida, clique em “Conta”.
  2.  Você verá algumas opções. Selecione “Verificação em duas etapas”.
  3. Toque em “Ativar” e escolha um PIN de acesso. Depois, é preciso inserir um e-mail para emergências.

Telegram

  1.  Acesse as configurações do Telegram e selecione a opção “Privacidade e segurança”;
  2. Acesse o menu “Verificação em duas etapas” e toque em “Configurar senha adicional”;
  3. Defina uma senha de acesso ao Telegram e toque no botão na parte de cima da tela para avançar. O aplicativo pedirá para digitar a chave mais uma vez para confirmar. Em seguida, informe uma dica que pode servir para lembrar da combinação.
  4. O Telegram pedirá um e-mail para facilitar a recuperação da senha. Depois, o app pedirá para digitar um código enviado ao e-mail informado para confirmar que você tem acesso a ele. Para finalizar, toque uma última vez no botão com ícone de visto na parte de cima.

Localização

De acordo com Taysa Coelho, jornalista do TechTudo, o check-in nas redes pode ser um prato cheio para criminosos. Isso porque pessoas mal-intencionadas podem estar de olho em seu perfil e, dessa forma, conseguem saber quais lugares você frequenta e aonde você ou familiares estudam e trabalham. Então, não compartilhe fotos da frente da sua casa, evite posts que mostram ingressos de shows, contas que possuem o seu endereço e cartões de embarque, além de publicações que exibem uniformes de escolas, faculdades e trabalho.

Se você foi vítima de um crimes na internet, você pode procurar a Delegacia Especializada em Crimes Cibernéticos em Manaus, localizada dentro da Delegacia Geral da Polícia Civil na avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, diz Aldo Evangelista, advogado especialista em direito digital e presidente da Comissão de Direito Digital da Ordem dos Advogados do Amazonas.

Para ele, é importante que os usuários tenham mais consciência no uso das redes sociais: “A internet não é terra de ninguém e você não vive no anonimato. Cuidado com as suas publicações, senhas e ative a autenticação de duas etapas.”, disse.

Para adquirir materiais didáticos sobre como ter uma internet mais segura de forma gratuita, acesse o site Internet Segura, idealizado pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (Nic.br), e o site da SaferNet Brasil.

*O Mercadizar não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.