Isabella Botelho; 02/12/2019 às 15:55

Pixel Show reúne design, tecnologia, música e o melhor da criatividade em sua 15ª edição

Evento reuniu profissionais da comunicação em São Paulo 

Maior Festival focado em criatividade da América Latina, o Pixel Show, organizado pela Zupi, reuniu profissionais da comunicação em São Paulo no último final de semana. Foram 15.000 metros quadrados dedicados à música, artes, realidade virtual, games, design, moda e encontros de negócios. Em 2005, em sua primeira edição, o evento recebeu cerca de 300 pessoas. Este ano, estima-se que cerca de 60 mil pessoas passaram pelo Centro de Convenções Pro Magno. 

O PS conta com a Conferência, os Workshops e a Feira e tem um tema central: Tendência, Inspiração, Cultura, Economia Criativa, Futuro e Legado. O evento é uma imersão em busca do ócio e da criatividade perdida, sendo possível conhecer métodos, processos criativos, experiências e histórias inspiradoras, bem como compartilhar ideias com os convidados e participantes de todos os cantos do continente. 

Conferência Internacional de Criatividade

Formada a partir das mais variadas vertentes da economia criativa, a Conferência contou com palestrantes e painelistas que apresentaram um final de semana de cases, experimentações, temas atuais e relevantes e os principais detalhes por trás da criação de seus trabalhos, incentivando e inspirando o público que passou pelo Auditório e pelas salas Business, Design, Digital, Publicidade, Visionários, Voice, Voxel Mackenzie e Tech 3M. 

Por lá, passaram grandes nomes do design internacional como David Carson e Yuko Shimizu, e profissionais brasileiros como Vinícius Magalhães, estrategista de marcas do Twitter Brasil, Nana Lima, Co-Fundadora e Diretora de Impacto da Think Eva e da Think Olga, Julius Wiedemann, Designer, Raoni Cusma, Fundador da Orolab, e Lara Mascarenhas, Diretora de Marketing da Viacom.

Com uma programação diversificada e extensa, com cerca de 50 palestras e painéis por dia, participamos das palestras abaixo e reunimos as seguintes informações para vocês:

  • 10 coisas que aprendi sendo criativa, com Yuko Shimizu

Yuko Shimizu, uma das designers mais conhecidas e influentes do mundo, subiu ao palco do Auditório, revelou as 10 coisas que aprendeu sendo criativa e contou sobre sua trajetória até virar a profissional que é hoje. Dentre suas principais dicas aos profissionais da área, estavam: Fazer ilustrações que a fotografia não possa registrar (Seja criativo!); Não tem problema você dizer não. Não aceite trabalhos que não te dão uma boa noite de sono; e, acima de tudo, faça o que você ama. Mas não porque isso te dá a felicidade eterna, e sim porque fazer o que você ama pode te ajudar a passar pelas situações mais difíceis. 

(Foto: Mercadizar.com)
  • Conversas que transformam a cultura, com Vinícius Magalhães

Estrategista de marcas do Twitter Brasil, Vinícius Magalhães palestrou na Sala Publicidade e falou sobre a importância do Twitter às marcas e a sua influência na sociedade. Além disso, deu dicas sobre produção de conteúdo para o meio e apresentou cases de sucesso de marcas usando a plataforma. 

(Foto: Mercadizar.com)
  • O papel do feminismo na publicidade, com Nana Lima

Fechando o dia de palestras na Sala Publicidade, Nana Lima, Co-Fundadora e Diretora de Impacto da Think Eva e da Think Olga, mostrou o impacto que o movimento feminista tem sobre a publicidade e como as marcas devem aderir à causa.

(Foto: Mercadizar.com)

Workshops

Nos workshops A Arte de Contar Stories, Estruturando Projetos Criativos e Minha Ferramenta é o Olhar: Ilustração Narrativa, por exemplo, foi possível aprender com os melhores profissionais da Zupi Academy, maior crossmedia de artes e criatividade do Brasil. 

Feira do Festival de Criatividade

Espaço aberto e de acesso gratuito ao público geral, tudo o que há de mais criativo no Brasil esteve reunido na Feira de Criatividade do Pixel Show. Foram exposições de artes e audiovisuais, painéis de ilustração colaborativos, intervenções artísticas, mini palestras com temáticas diversas, produtores de publicações independentes, makers, escultores e marcas dos mais diversos tamanhos e segmentos.

  • Live Art e Performance:

Durante os três dias de Pixel Show foi possível ver artistas em ação, fazendo aquilo que mais amam: arte. Afinal, como diria o Faustão, quem sabe faz ao vivo! Entre os destaques, estiveram a performance O Universo e a Bolha de Sabão – Tô de bolhas, em que a artista Juli das Bolhas convida os participantes a brincarem e interagirem com as bolhas, e Woodaholic, empresa que produz artes em MDF. 

A artista Arima Rayana, que faz ilustrações usando apenas canetas de cor preta, também esteve presente na área dedica ao Live Art. 

  • Arena Musical:

O Festival de Música do Pixel Show cresceu e, este ano, os locais e períodos de performances das bandas foram ampliados, o que deixou o evento ainda mais dinâmico e animado. 

  • Exposições:

O Festival tem um programa de exposições no qual experiências e trabalhos conceituais são expostos todos os anos. O objetivo principal é criar locais inspiradores, incentivar a inovação e a conexão ao mundo da arte, registrar a produção de trabalhos autorais e gerar novas ideias ao público.

Ao todo, seis exposições estiveram abertas ao público: Dreamdeck, da Modular Dreams, Balão Cubo, da Beenoculus, Expo de Papel, da Paperchaar, Expo LUG, do Lego Users Group, Meu Primeiro Videogame, de Daniel Rayel, e Autorama, da Autorama Brandslab. 

  • Tattoo Space:

O Espaço Tattoo está presente no Pixel Show desde 2015. Artistas tatuadores criaram desenhos exclusivos para quem quisesse se tatuar durante o evento.

  • Sharp Talks:

O Sharp Talks era um dos espaços dedicados à novas ideias, temas e projetos apresentados em palestras com duração entre 15 e 20 minutos ou painéis de 60 minutos. Neste espaço, criativos como Juliana Morganti, Marina Ramos e Sandro Morishita contaram e conversaram sobre seus projetos, assuntos gerais, tecnologia, negócios, diversidade, educação e inovação.

  • Feira de recrutamento:

Pela segunda vez, o Espaço do RH, realizado pelo Pixel Show em parceria com a Trampos.co, proporcionou entrevista in loco e networking com recrutadores de grandes empresas como Globo, Omelete&Co, Arezzo, Nubank e Itaú. 

  • Lojas e produtores locais:

A Feira de Criatividade também abriu espaço para os produtores e microempresários locais, que tiveram a oportunidade de vender seus produtos e divulgar seus trabalhos ao público. Para Thiago Consp, designer gráfico, artista visual e grafiteiro, o PS é um evento único para os artistas. “O Pixel Show é um evento que todo mundo espera. Artista plástico, escultores e ilustradores digitais esperam esse evento pelas palestras, para conhecer pessoas novas e que serve como termômetro para nós sabermos o que as pessoas de outros estados estão produzindo também.”

View this post on Instagram

O Risco de Ser 20/11/2019 . Photo: @maysa_mrn

A post shared by Consp (@consp) on

Consp, como é conhecido, utiliza o design e a arte em prol da divulgação e em busca da representatividade do movimento preto. “Eu acho que a função tanto do design quanto da arte é incomodar mesmo. Meu trabalho fala sobre a beleza afro e eu acho que a gente tem que se expor mesmo e criar espaços para poder se colocar e ocupar o mercado.”

Leonardo d’Almeida, artista que também esteve presente no evento, criou, em parceria com a artista Lorar, uma tabela periódica um tanto quanto diferente. Colorida e inovadora, ela tem a proposta de apresentar os elementos químicos de uma forma divertida, mostrando suas aplicações no dia a dia. 

“Essa ideia surgiu para preencher uma lacuna que ficou em mim enquanto eu ainda era criança, era algo que eu queria que existisse quando eu era criança. Eu olhava para a Ciência e para os livros de experiências e achava tão legal e eu queria que as pessoas sentissem o mesmo que eu vendo aquilo, que pra mim era uma grande brincadeira. Então, nós fizemos essa tabela periódica ilustrada, que é uma forma lúdica de trazer a experiência do aprendizado da Ciência para um campo mais didático, convidativo, criativo e artístico.”

View this post on Instagram

Mais uma leva de quadradinhos da Tabela Periódica Ilustrada! A gente tá se aproximando de 50% da nossa campanha! Sério vocês tem sido foda, tem gente acolhendo o projeto de um jeito que sei lá só tenho como agradecer, vocês são parte gigante disso, muito obrigado a todo mundo que apoiou, divulgou, participou inscrevendo suas escolas até agora! Se você ainda não conhece o nosso projeto de financiamento coletivo, saiba que, através da campanha no @catarse você pode: 1. adquirir um exemplar da tabela pra você! Será uma revista-pôster A2 super colorida, divertida e 100% funcional pra te ajudar a dar um up nos estudos e no amor pela ciência! 2. fazer doações de tabelas pra escolas da rede pública com 60% de desconto com direito a brindes pra quem fizer esse tipo de apoio, cartela de adesivos, pôsters e tabela de bolso em papel cartão! 3. Inscrever a sua escola, sepossui vínculo com alguma escola da rede pública, na página da nossa campanha temos uma sessão para isso, lá tem todas as informações além do formulário de inscrição. Ajude a gente a espalhar o interesse pela ciência por aí, se você não puder apoiar, compartilhe essa postagem. Sua divulgação é muito importante pra gente! . . . #studygram #vestibulando #vestibular #tabelaperiodica #fisica #quimica #enem #science #laboratorio #chemistry #quimica #ciência #estudos #estudar #tabelaperiodica #enem2019 #arte #illustration #dicasdequimica #aprendinoenem #sciencenerd #foconosestudos #ilustração #sciencefacts #laboratory #science #desenho #periodictable #sciencecharts #catarse

A post shared by Leonardo d'Almeida (@a.biogenese) on

Confira os destaques no nosso Instagram para ver tudo o que rolou no Pixel Show!

*O Mercadizar não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.