Isabella Botelho; 02/08/2021 às 16:00

Gesecs promove “Encontro Aberto” sobre direitos sexuais e reprodutivo

Debate contará com a participação de Bruna Menezes, Rachel Geber e Fátima Weiss

Na quinta-feira, 5, o Grupo de Estudos e Pesquisas em Gênero, Sexualidades e Interseccionalidades (GESECS) realiza mais uma edição do projeto de extensão Encontro Aberto, em formato on-line. Desta vez com o tema “Direitos sexuais e reprodutivos e a pandemia de Covid-19 no Amazonas“, o debate será transmitido a partir das 17h, no horário de Manaus (18h em Brasília), no canal do grupo no YouTube.

Com as convidadas Bruna Menezes (Procuradora/MPF) e Rachel Geber (Humaniza), Fátima Weiss (UFAM) como  anfitriã e Rafaele Queiroz (PPGAS/UFAM) como mediadora, o Encontro busca compartilhar reflexões e apontamentos a partir do texto sugerido “COVID-19 e morte materna no Brasil: uma tragédia invisível”, de autoria de Marcos Nakamura-Pereira, Melania Maria Ramos Amorim, Rodolfo de Carvalho Pacagnella, Maira Libertad Soligo Takemoto, Fátima Cristina Cunha Penso, Jorge de Rezende-Filho e Maria do Carmo Leal e “Hierarquias reprodutivas: maternidade e desigualdades no exercício de direitos humanos pelas mulheres”, de Laura Davis Mattar e Carmen Simone Grilo Diniz.

Acesse os textos para leitura aqui.

Conheça mais sobre as participantes:

Bruna Menezes

Procuradora da república e coordenadora do Comitê de Prevenção e Enfrentamento à Violência Obstétrica no Amazonas. Formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Mestra pela Universidade Católica de Brasília (UCB).

Rachel Geber

Bióloga, Mestra em Biotecnologia, Pós-graduanda em Saúde Coletiva, membra do Coletivo Humaniza, feminista e ativista pelos direitos reprodutivos das mulheres e pela erradicação da violência obstétrica.

Fátima Weiss

Cientista Social, Mestra e Doutora em Antropologia Social pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professora do Departamento de Antropologia e da pós-graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Pesquisadora colaboradora no Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS). Coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Gênero, Sexualidades e Interseccionalidades (GESECS). Coordenadora no projeto Gestação, Parto e Nascimento na Amazônia: etnografia em saúde, direitos e agenciamentos sociais (FAPEAM) e integrante da rede de pesquisa Antropo-Covid-19.

Rafaela Queiroz

Graduada em Serviço Social pelo Centro Universitário do Norte (UNINORTE). Bacharelanda em Ciências Sociais e Mestranda em Antropologia Social na Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Integra o Grupo de Estudos e Pesquisas em Gênero, Sexualidades e Interseccionalidades (GESECS). Atualmente é pesquisadora no projeto Gestação, Parto e Nascimento na Amazônia: etnografia em saúde, direitos e agenciamentos sociais (FAPEAM) e pesquisadora da rede Antropo-Covid-19.

Fonte: Assessoria

*O Mercadizar não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.