Patrícia Patrocínio; 05/07/2021 às 12:00

Discovery Br realiza primeira pesquisa sobre o “fenômeno da impostora” no Brasil

A "síndrome do impostor", é um padrão psicológico em que duvidamos das nossas habilidades, talentos e até realizações

A Discovery Br, através da sua iniciativa VAI POR ELAS. realizou a primeira pesquisa sobre o “fenômeno da impostora” no Brasil. O levantamento contou com mais de 1250 mulheres de classe ABC, de todas as raças e regiões do país, quantificando comportamentos relacionados à sensação de ser uma “fraude”.

A “síndrome do impostor”, é um padrão psicológico em que duvidamos das nossas habilidades, talentos e até realizações, criando um medo persistente de sermos expostos a qualquer momento como “impostores”. Mas esse tema não é nada novo, em 1978 as psicólogas Suzanne Imes e Pauline Rose Clance publicaram um artigo, por meio de uma pesquisa realizada com mais de 150 mulheres que não se sentiam “aptas” às posições que ocupavam, creditando seu sucesso profissional à “sorte”, “timing” e “superestimação de suas capacidades”.

Apesar dos estudos indicarem que ambos os gêneros estão suscetíveis ao fenômeno, vemos uma crescente de mulheres se identificando com o assunto nos últimos anos. E, apesar do tema estar ganhando escala, percebemos que as pesquisas e estudos disponíveis ainda são muito rasas.

O resultado da pesquisa da Discovery Br com essas mulheres, é o estudo “A Falsa Farsa”, que investiga causas individuais e coletivas do fenômeno como papéis de gênero, construção de autoimagem na infância, falta de representatividade e outras questões.

O estudo também identificou 4 tipos de “impostoras”: a “Miss Superação”, a “Com Medo de Decepcionar”, a “Em Busca de Reconhecimento” e a “Virada para a Lua”. A sensação de “ser uma farsa” é um fenômeno que impacta muito a vida das mulheres e impede o desenvolvimento pessoal e profissional.  Para acessar o estudo, clique aqui

 

*O Mercadizar não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.