Por Ariel Bentes; 01/10/2019 às 08:00

Conheça 3 artistas do Norte em ascensão

Saiba quais são os três artistas, do Amazonas e do Pará, e os adicione agora em sua playlist

A música está presente nos momentos felizes e tristes da vida e hoje, 1º de outubro, é comemorado o Dia Internacional da Música. Que tal você aproveitar essa data para conhecer os artistas locais? O Mercadizar te ajuda! 

Veja abaixo três artistas, do Amazonas e do Pará, e os adicione agora em sua playlist:

Chapéu de Palha

O duo “Chapéu de Palha” é formado por Giovanna Póvoas e Helder Cruz, donos dos hits “Querida” e “Dias”. Para eles, a dupla Anavitória, os cantores Tiago Iorc, Rubel e Castello Branco são suas grandes inspirações. 

Em entrevista ao Mercadizar, eles contaram o que a música significa para eles: “Ela é parte essencial nossa que envolve a maneira que sentimos e a maneira que aprendemos, ela nos proporciona a experiência de aprender a sentir sem explicação e também com explicação, ela faz a ponte para o que nós queremos expressar e embeleza o que outrora era sombrio e difícil de dizer. É o farol do nosso barquinho perdido num mar agitado.”, disseram.

Recentemente, o duo lançou o seu primeiro EP intitulado “EU”, disponível no Spotify.

Jaloo

Dono do hit “Ah, Dor!, “Oblivion Loló” e “Trouble Pretin”, o cantor paraense Jaloo começou a sua carreira em 2010. Jallo foi uma das atrações do Passo a Paço 2019 e entrevista ao Mercadizar, ele deu conselhos para quem quer seguir a carreira de cantor:

Já ao site Glamurama, o cantor disse que participa de todo o processo de composição e produção. “Tem muito de mim em cada pedacinho das músicas. Sou aficionado pela fórmula da música pop, que considero uma alquimia muito louca… Então se eu for chamar minha música de algo seria pop eletrônico, mas meu som está sempre se transformando.”, afirmou.

Karen Francis  

A cantora amazonense Karen Francis tem 19 anos e é estudante de música da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Para ela, entender a música como algo que faz parte de si e que ela possui um valor emocional é o que lhe motiva a continuar trabalhando. 

“Eu não me enxergava, quando criança fazendo, fazendo algo que não fosse música. E hoje eu também não me enxergo. A minha vida toda caminhou para isso, sempre foi um sonho e ao mesmo tempo era uma realidade.”, disse ela.

Karen lançou em 2018 o EP “Acontecer”, disponível no Spotify. Segundo Karen, a ideia agora é lançar um álbum com referências musicais do afrobeat, combinação de música yorubá, jazz e highlife, Rap e o R&B.

Conta para gente nos comentários quais são os seus artistas do norte favoritos!

*O Mercadizar não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.