Por Isabella Botelho; 14/08/2019 às 08:00

Com temática amazônica, autores lançam HQ ‘A Última Flecha’ neste sábado

A narrativa tem como foco o indígena Guajá e sua busca por vingança

Aos fãs das histórias em quadrinhos (HQs), neste sábado, 17, será lançado o projeto Graphic Novel “A Última Flecha”, contemplado pelo Edital de Conexões Culturais 2017, da Prefeitura de Manaus. Os exemplares estarão disponíveis na “Banca do Joaquim”, situada no largo São Sebastião, no Centro, a partir das 19h.

O roteiro da obra é assinado por Emerson Medina, também proponente do projeto. Segundo ele, a narrativa é sobre a vingança de um indígena, chamado “Guajá”, que tem a sua comunidade dizimada no período das grandes navegações. “Guajá” então começa uma jornada de perseguição aos autores da barbárie, que vai ter reflexos atualmente.   

(Leonardo Leão/Manauscult)

Já as ilustrações da HQ foram elaboradas pelo desenhista e integrante dos estúdios Maurício de Souza (da Turma da Mônica), Romahs Mascarenhas. Conforme o desenhista, essa é a terceira vez que participa de um projeto com ilustrações inspiradas no cenário da capital amazonense. 

O cartunista Romahs Mascarenhas assinou as ilustrações da HQ (Leonardo Leão/Manauscult)

A classificação indicativa da HQ é 16 anos. No lançamento, os autores estarão autografando as obras, que também serão distribuídas em outros pontos de venda na cidade.

“Eu acho muito positivo usar a nossa cultura como base para criar essa ficção, quando o artista extrai do universo dele o seu cenário, para mostrar outra história. E essa ficção que retratamos tem como pano de fundo a cidade de Manaus em três momentos históricos diferentes, passando pelo período do Descobrimento do Brasil, Belle Époque e Manaus atual”, explicou Romahs Mascarenhas.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult)

*O Mercadizar não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.