Por Ariel Bentes; 09/09/2019 às 14:09

Passo a Paço 2019 tem recorde de público e reforça o seu legado de diversidade cultural

O festival ocorreu do dia 5 a 8 de setembro no Centro Histórico de Manaus

Já consolidado como o maior festival de artes integradas da região Norte, ocorreu no último feriado prolongado, do dia 5 a 8 de setembro, o Passo a Paço 2019. Em sua 6ª edição, o festival teve recorde de público levando cerca de 140 mil pessoas, de acordo com a ManausCult, para o Centro Histórico de Manaus.

Liniker e os Caramelows no 3º dia de festival (Foto: Leonardo Leão/ ManausCult)

Além de shows de grandes nomes da música brasileira como, por exemplo, Ludmilla e Zeca Pagodinho, pela primeira vez o festival contou com uma atração internacional, o cantor Cee Lo Green. Além disso, a programação do evento contou com uma feirinha de acessórios e artesanatos, feira gastronômica, o Museu da Cidade, que estava aberto pela primeira vez no Paço após a sua reforma, e a exposição “Mundo Giramundo”, exposição do Grupo Giramundo, um dos maiores nomes de teatro de bonecos do Brasil. 

(Foto: Leonardo Leão)

Buscando reforçar o seu legado de valorização da cultura local e o respeito às diversidades, o Passo a Paço levou aos palcos diversos artistas locais que encantaram o público, como o show do Baile da Papaizinha no Palco Malcher. Comandado pela cantora Márcia Novo, o show protagonizou um momento entre a cantora e três indígenas que juntos discursaram pela preservação da Amazônia. 

Em entrevista ao Mercadizar, Márcia disse: 

“Eu acho que estar em um palco de tanta importância e deixar uma mensagem de reflexão para as pessoas, nesse momento difícil que a Amazônia vive, é o mais importante de tudo.”, declarou.

Passinho

As crianças também tiveram vez nesta edição do Passo a Paço. O “Passinho” contou com atrações especialmente voltado ao público infantil como Barbatuques, Show da Zelda, Gandhicats, Raylla Araújo, entre outros.

“É importante esse olhar de cultura para as crianças e a programação que a Prefeitura montou pensando no público infantil é demais e colherão bons frutos disso.”, comenta Giba Alves, integrante do grupo Barbatuques que tem como proposta utilizar o corpo humano como instrumento musical, em entrevista ao Mercadizar.

Com grande aceitação do público, torcemos para o Passinho voltar na próxima edição em 2020.

Ficou ansioso para a próxima edição? A ManausCult quer saber quem o público quer ver no Passo a Paço 2020. Faça um post em suas redes sociais marcando o seu artista favorito e a ManausCult e use a hastag #VemProPaço2020.

E para você que não pôde ir ao Passo a Paço, você pode assistir tudo o que aconteceu nos quatro dias de festival em nosso canal do YouTube e no destaque “Passo a Paço 2019” no Instagram. 

*O Mercadizar não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.