Isabella Botelho; 30/04/2020 às 19:00

Capa de maio da Marie Claire México revela as verdadeiras influenciadoras

A edição presta uma homenagem às profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate ao Covid-19

Na semana em que o Brasil assistiu à polêmica envolvendo a influenciadora Gabriela Pugliesi, a Marie Claire México mostrou em sua capa de maio quem são as reais líderes e influenciadoras que surgem em momentos como os que vivemos: as profissionais da saúde. Na capa, os dizeres “As verdadeiras influencers: A resiliência tem o rosto de uma mulher” e uma fotografia que exibe o rosto de uma profissional com marcas de equipamentos de proteção individual, demonstrando todo o esforço de horas de trabalho no combate à pandemia de coronavírus.

“Uma pandemia que de repente tirou a relevância do que não merece, para dar lugar a verdadeiras influenciadoras. Elas são nossos influenciadores, as mulheres cuidam e trabalham, nesta edição queremos homenagear cada uma delas”, diz a revista através de post no Instagram.

A editora-chefe, Kira Alvarez, relembrou, em um texto no site da revista, os desafios vividos principalmente pelas mulheres durante esses últimos tempos: “Isolamento, fadiga, multitarefa, medo do desconhecido, luta para se manter saudável (até mentalmente), pular refeições e banhos, lágrimas por falta de sono seguidamente por episódios de ansiedade, acreditando que você falha todos os dias, todo mundo pergunta sobre o bebê e ninguém pergunta sobre a mãe (…) A quarentena da covid-19 é muito parecida com o pós-parto. As semanas de autoisolamento — completamente a sós — com meu menino de um ano e meio, são uma lembrança fiel de quando nos conhecemos. E continuamos novamente”.

Apesar de tudo, Alvarez reconhece sua posição de privilégio e afirma que,  por isso, decidiu dedicar a capa da revista do mês de maio para fazer uma homenagem às profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate ao Covid-19. Em seu texto, ela acrescenta: “Estas são nossas influenciadoras, as mulheres que proveem, que cuidam, que arregaçam as mangas, que não se encolhem… Para elas, para você, nossa edição. Hoje, mais do que nunca, acreditamos que a resiliência tem o rosto de uma mulher”. 

A fotografia da capa, tirada por Alberto Giuliani, foi captada num hospital da região de Pésaro, na Itália. Através de seu Instagram, o fotógrafo relatou detalhes sobre o trabalho. “Os olhares dos médicos e enfermeiros estão vazios ao final do turno, exaustos com uma quantidade de trabalho nunca vista. Suas certezas também estão vazias, sufocadas pelo sentimento de impotência em relação a um vírus desconhecido e mortal. Vazia também as despedidas, parentes que veem seus entes queridos partirem sem o conforto da última saudação, do último beijo. Eis as marcas deixadas pelas máscaras no rosto dos profissionais da saúde. Um vazio que, em breve, seremos chamados para preencher todos juntos”.

View this post on Instagram

Queste sono alcune delle foto che ho scattato nell’ospedale della mia città. Pesaro è in testa alle tristi classifiche che contano contagiati e morti del Covid-19 in Italia. Sono tornato a vivere qui nel settembre scorso, dopo molti anni passati in altre città e Paesi lontani. Avrei preferito godermi la primavera, gli aperitivi serali sotto un cielo che ha lo stesso colore del mare. Non è andata così, per me come per tutti. Mi sento però orgoglioso di vedere che il mio lavoro, fatto con la semplice volontà di testimoniare il nostro tempo, sia diventato icona dell’impegno e del sacrificio del nostro personale medico, e di tutti i loro colleghi del mondo. Nonostante questo, resta forte l’angoscia del vuoto che ancora avvolge ogni cosa. L'ospedale della mia città, per essere trasformato in una grande terapia intensiva, si è svuotato in una notte di ogni altro reparto. Sono vuoti gli sguardi dei medici e degli infermieri a fine turno, esausti da una quantità di lavoro mai visto. Vuote anche le loro certezze, soffocate dal senso di impotenza nei confronti di un virus sconosciuto e letale. Vuoti anche gli addii, dei parenti che vedono partire i loro cari senza il conforto dell’ultimo saluto, dell’ultimo bacio. Ecco cosa rappresentano quei segni lasciati dalle mascherine sul volto del personale medico. Un vuoto che presto saremo chiamati a riempire tutti insieme.

A post shared by Alberto Giuliani (@alberto_giuliani) on

Giuliani, inclusive, é o autor das imagens que compõem uma recente campanha da Dove que viralizou:

O momento que vivemos revela quem são as pessoas que realmente têm a coragem de enfrentar as adversidades. Como disse Andrew Cuomo, governador de Nova York, citando Franklin Roosevelt, para homenagear os médicos que estão na linha de frente contra a Covid-19: “Coragem não é a ausência de medo, mas a constatação de que há algo mais importante do que ele”. 

Deixamos aqui, também, nossa homenagem a todos os profissionais da saúde, sobretudo aos da nossa cidade, que estão no combate incessante ao coronavírus.

*O Mercadizar não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.