Ariel Bentes; 23/04/2020 às 12:20

Conheça 6 escritores da região Norte

Ana Rita Cunha, Rafael Cesar e Augusto Branco são alguns dos nomes na lista

O Dia Mundial do Livro, 23 de abril, foi estabelecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) com o intuito de estimular a sociedade, principalmente os jovens, a criar o hábito da leitura. Aproveite esta data para conhecer seis escritores da região Norte e suas obras:

Aldenor Pimentel 

(Foto: Acervo Pessoal)

Aos 12 anos de idade Aldenor Pimentel venceu o seu primeiro concurso literário na escola.

“Desde pequeno, frequentava a biblioteca da escola. Dessa época, marcou-me uma coleção de livros com lendas indígenas de Roraima, meu Estado. As aulas de literatura na segunda metade do Ensino Fundamental e o incentivo da minha professora de Língua Portuguesa, Eliane Araújo, também foram decisivos. Ela foi a primeira a enxergar meu talento. Foi a partir dali que passei a me ver como poeta”, disse ele em entrevista ao Portal Mercadizar.

Aldenor também é jornalista e passou a investir mais na carreira literária somente em 2012 durante o seu Mestrado. Hoje, ele possui três obras individuais publicadas, sendo elas: “Deus para Presidência” (2015), uma das cinco histórias de até mil palavras, em Língua Portuguesa, selecionadas em uma chamada pública internacional e lançadas originalmente em Portugal; “Livrinho da Silva” (2017), primeiro livro de contos do escritor e finalista do Concurso Nacional de Criação Literária – Prêmio Editora Kazuá e o mais recente “A Inacreditável História do Milho Gigante” (2019), um cordel com elementos amazônicos. 

Para acompanhar o trabalho de Aldenor, confira o seu blog O Estado da Arte de Aldenor Pimentel.

Ana Rita Cunha 

(Foto: Acervo Pessoal)

A escritora Ana Rita Cunha conta que desde que aprendeu a ler aos 5 anos de idade, ela explora o mundo por meio da literatura mas que em um determinado momento ela já não se satisfazia mais com os finais que lia e, assim, decidiu criar as suas próprias histórias. “Minha paixão pelos livros nasceu quando aprendi a ler, de lá pra cá transformou-se em um amor sem medidas”, afirmou ela.

Ana Rita possui dois livros publicados em versão física e 11 obras em formato digital que podem ser encontrados no site Amazon. “Todos eles me prenderam de uma forma única e particular, no entanto, meus dois primeiros livros, ‘Paixão Imprevisível’ e ‘Paixão impossível’ da Duologia Paixão, tem um sabor especial por terem sido os primeiros”.

Instagram: https://bit.ly/3512dCE

Augusto Branco 

(Foto: Divulgação)

Augusto Branco, também conhecido como Nazareno Vieira de Souza, é um poeta de Porto Velho, capital de Rondônia. Com cerca de oito obras publicadas, Augusto adotou o pseudônimo ainda na escola para não ser confundido com um colega de classe que tinha o mesmo nome. Em 2013, seu livro “Vida: Já perdoei erros quase imperdoáveis” ficou 26 semanas na lista dos mais vendidos de Portugal. 

Instagram: https://bit.ly/3cF8u9y

Débora Menezes 

(Foto: Divulgação)

Natural de Campinas e jornalista de formação, Débora teve o seu primeiro livro “Amor Roxo, Por Manaus e outras histórias” publicado de forma independente. “Eu escrevo há muitos anos mas só em Manaus que eu decidi lançar um livro”. Débora, que também morou em Boa Vista, realizou em Manaus diversos saraus de literatura com mulheres e, atualmente, a atividade ocorre através de live’s no Instagram com o objetivo de estimular a produção local. 

Hoje, Débora está produzindo uma segunda coletânea de poemas e procura uma parceria com uma editora. É possível comprar o livro da escritora na Banca do Largo, localizada na rua José Clemente no Centro de Manaus,  além disso, a banca também está fazendo entregas pela cidade. 

Instagram: https://bit.ly/350earX

Pollyanna Furtado 

Pollyanna começou a escrever os seus poemas aos 17 anos de idade e aos 20 decidiu seguir carreira como escritora. Pensando nisso, ela cursou a graduação de Letras Língua Portuguesa e hoje também é Mestre em Letras – Estudos Literários e professora na rede de ensino.  Pollyanna possui quatro livros publicados e um deles, “À sombra do iluminado” (2017, 7letras), foi indicado ao Prêmio Jabuti 2018. Os outros três livros são: “Simetria do caos” (7letras, 2011), “Rosa de sombra” (2013, sem editora) e “Elefantes em isopor azul” (2019, 7Letras).

Para adquirir uma das obras de Pollyanna e acompanhar o seu trabalho, confira os links:

https://bit.ly/2S0OA0F

https://bit.ly/3cFOXpp

https://bit.ly/3avUXQ4

Rafael Cesar 

Rafael Cesar (Foto: Acervo Pessoal)

Em entrevista ao Mercadizar, Rafael Cesar conta que escrever para ele é fundamental e uma forma de viver. Por meio do extinto Prêmio ProArte da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (SEC), Rafael publicou em 2014 o seu primeiro livro nomeado como “A Emoção e os Rastros”. Já em 2019, “Teias Urbanas”, segundo livro do autor, foi publicado através do edital Conexões Culturais da ManausCult. 

“Ambos os livros tem uma coisa em comum: são de poesias e possuem ilustrações de artistas que admiro. Não acho que as ilustrações são necessariamente ‘traduções’ visuais do poema, mas constroem junto com ele novos sentidos. Eu gosto de criar em conjunto, então sempre que posso gosto de chamar parceiros, que na maioria das vezes são amigos de longa data”, disse Rafael. 

A Terra nunca me pareceu tão distante – Vídeo poema

Poesia e narração Rafael CésarMontagem Keila Serruya Imagens Ícaro Lima, Fernanda Freitas e Keila Serruya Trilha Musical Adria Praiano Um projeto de intervenção nas ruas através da arte.Manaus como suporte artístico e persona.Muro + poesia + artes visuais = Teias Urbanas Apoio – Conexões Culturais 2017, promovido pela ManausCult – Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos / Prefeitura de Manaus #TeiasUrbanas

Posted by Teias Urbanas on Wednesday, April 3, 2019

O livro “Teias Urbanas” é resultado do processo de um projeto de ocupação artística que une textos, lambe-lambe e um vídeo poema, todos tendo Manaus como tema. “Colei 50 poemas e ilustrações pela cidade. Agora estou trabalhando numa continuação desse livro, com a mesma temática”.

Conhece outros escritores locais? Envie um e-mail para contato@mercadizar.com e conta para gente!

*O Mercadizar não se responsabiliza pelos comentários postados nas plataformas digitais. Qualquer comentário considerado ofensivo ou que falte com respeito a outras pessoas poderá ser retirado do ar sem prévio aviso.